Como se dá a depreciação do valor de um carro - Dicas, Aprenda Como fazer, Tutorial e Livros.

Tutomania - Dicas, Aprenda Como fazer, Tutorial...

Login:
Senha:
Salvar |  Cadastre-se

 

Home | Arquivo | Envio | Jogos Online | Política de Privacidade | Contato

Veículos e Transporte / Carros

Como se dá a depreciação do valor de um carro


DOCUMENTO:


ESTATÍSTICAS:

Comentários: 0 (Comentar)
Nota: (Dar Nota)
Valor: 10 crédito(s)
Enviado por: cerejinha (1164)
Publicado em: 19/05/05 15:26hs.

LINKS PATROCINADOS:

DOCUMENTO:

É sabido por todos que da compra de um carro, principalmente zero-quilômetro, não se pode esperar um bom retorno do investimento em termos monetários. Assim que um carro sai da concessionária, seu valor já sofre uma forte depreciação. Veja como esta se dá e quais os fatores que a estimulam ou a amortecem.


 Passo a passo:

1. Em média, um automóvel perde cerca de 15% de seu valor de mercado ao ano, sendo que no primeiro ano a desvalorização é ainda mais acentuada, podendo alcançar números em torno de 20% a 25% ao ano.

2. Do quarto ano de uso do automóvel em diante, a desvalorização sofre um grande amortecimento, a menos de 10 % ao ano, cuja mola central é a alta demanda por veículos usados, graças aos preços mais acessíveis, e a consequente valorização destes.

3. É importante observar que quando do cálculo da depreciação do veículo, a partir do segundo ano, o valor base ao qual o percentual de depreciação atua é o do preço do ano X-1 (X menos 1), ou seja, ano anterior, e não sobre o valor do carro zero-quilômetro.

4. A depreciação não atua de maneira semelhante em todos os carros. É sabido que modelos esportivos ? seguro mais caro, público-alvo formado por proprietários jovens -, luxuosos ? manutenção cara, público alvo fica pouco tempo com o carro ? e importados sofrem uma maior depreciação, se comparados à de outros modelos, como, por exemplo, os carros populares e os modelos mais resistentes e aqueles que têm bastante mercado no que concerne aos carros usados e autopeças..

5. Apesar de os carros zero-quilômetro equipados com ar-condicionado, direção hidráulica, trio elétrico, dentre outros recursos opcionais, chegarem a valer cerca de 20% a mais que aqueles sem os acessórios opcionais, perdem, com o passar dos anos, quase que integralmente o valor relativos aos acessórios. O motivo é a menor disposição de os comprados de usados pagarem pelos equipamentos opcionais.

6. Os modelos novos no mercado, ou seja, os lançamentos, também podem representar riscos de forte desvalorização; o motivo: o desconhecimento da adaptação ao mercado e quanto à demanda. Veículos cuja marca ainda não é bastante conhecida e que ainda não ganhou a confiança do público também representam um grande risco de desvalorização.

7. Quanto às cores, a regra geral é fugir daquelas cujo público-alvo é bastante reduzido, como, por exemplo, laranja, amarelo,vermelho, lilás, cor dos táxis da cidade, tons gritantes, etc.

8. A compra de modelos já bem aceitos pelo público, com mercado bom, mas com variações na carroceria, como, por exemplo, modelos wagons ou duas portas (quando o mais comum do modelo é oferecer quatro portas) também merece atenção especial para que não se torne, como se diz no jargão dos vendedores, um ?mico? na hora da venda.

VEJA TAMBÉM:

COMENTÁRIOS:

Este documento não possui comentários. Prestigie quem o enviou e comente.

Comentar:

Título:
Autor:   Anônimo (Efetue login para comentar identificado)
Comentário:    

OPÇÕES

ENTRE COM SEU LOGIN E SENHA

Olá visitante! Para interagir com este documento, você precisa estar logado.

Login:
Senha:  
Salvar Dados  |  Cadastre-se!

O cadastro é gratis! É muito fácil e rápido fazer o seu cadastro.

Home | Termos de Uso | Sobre o Tutomania | Publicidade | Contato
2005 - 2013 ® Tutomania.