Saiba mais sobre a Oliveira e seus tipos de azeite - Dicas, Aprenda Como fazer, Tutorial e Livros.

Tutomania - Dicas, Aprenda Como fazer, Tutorial...

Login:
Senha:
Salvar |  Cadastre-se

 

Home | Arquivo | Envio | Jogos Online | Política de Privacidade | Contato

NAVEGAÇÃO

«« Anterior Próximo »»

LINKS PATROCINADOS

ACESSO RÁPIDO

  Todos os Destaques
  Os Mais Acessados
  Ultimos enviados
  Jogos
  Enviar um Artigo

CATEGORIAS

  Animais (528)
  Arte e Cultura (2371)
  Casa e Propriedade (148)
  Ciência e Tecnologia (1070)
  Comércio (46)
  Concursos (93)
  Conhecimentos Gerais (949)
  Culinária e Gastronomia (690)
  Diversos... (511)
  Economia (114)
  Eletrônicos (559)
  Esportes (104)
  Fotografia (58)
  Games (813)
  Governo (34)
  Indústria (21)
  Informática (2222)
  Internet (267)
  Lazer / Diversão (123)
  Legislação (167)
  Multimídia (226)
  Natureza (70)
  Saúde (562)
  Ser Humano e Sociedade (1001)
  TuTo GaMeS! (207)
  Utilidade Pública (105)
  Veículos e Transporte (127)


[+] Índice completo...

PENSAMENTO DA VEZ

O otimista sabe que vencerá apesar das adversidades, sabe que o fracasso e os problemas são momentâneos e que tem capacidade para superá-los. E esse, acredite, é o primeiro passo para vencer qualquer obstáculo.
Prof. Godri

ANUNCIOS

Saúde / Nutrição

Saiba mais sobre a Oliveira e seus tipos de azeite


DOCUMENTO:


ESTATÍSTICAS:

Comentários: 0 (Comentar)
Nota: (Dar Nota)
Valor: 10 crédito(s)
Enviado por: cerejinha (1164)
Publicado em: 08/03/05 10:51hs.

LINKS PATROCINADOS:

DOCUMENTO:

Um pouco de história

A oliveira acompanha a história do Homem desde há muito. Ao longo dos séculos encontramos referências à árvore eterna nas lendas, na Literatura, na História. Após o dilúvio Noé, em desespero, teria soltado uma pomba branca em busca de terra. O pássaro desaparece no céu, mas regressa pouco tempo depois à arca trazendo no bico um ramo de oliveira. Segundo a lenda da fundação de Atenas, Minerva e Neptuno teriam disputado entre si a soberania da cidade e como não conseguiam entender-se foi decidido pelo tribunal dos deuses que seria eleito o que apresentasse a mais bela obra. Venceu Minerva quando fez com que do solo surgisse uma belíssima oliveira. Diz a lenda ainda que após o incêndio de Atenas a cidade não passava de um monte de ruínas, entretanto a oliveira sagrada havia renascido e crescido em uma única noite, simbolizando a rapidez com que a cidade recuperar-se-ia da catástrofe. Segundo alguns especialistas, as oito oliveiras que restam na base do Monte das Oliveiras, em Jerusalém, teriam perto de dois mi l anos. Esta vida "eterna" é conseqüência do ciclo de desenvolvimento anual da árvore e de sua incrível capacidade de regeneração.

A origem da planta é incerta. Possivelmente seja originária da Ásia Menor, mas há vestígios de oliveiras na África durante a pré-história. Por volta de 3000 a.C. já era cultivada no Egito, Palestina, Síria, Fenícia e Suméria. Em torno de 1582 a.C. era cultivada na Grécia, sendo que deve-se a este povo a implantação da cultura em toda a Europa Mediterrânea. Os romanos estenderam a cultura do azeite à totalidade do seu império. Em Portugal, durante o século XIII, o azeite era um dos principais produtos de exportação, embora a cultura da oliveira estivesse restrita à região de Aveiro. Durante o século XVI a oliveira foi levada para as américas por navegantes portugueses e espanhóis, sendo hoje cultivada também no Peru, Antilhas, Chile, Argentina, México, EUA, África do Sul, Austrália, Japão, Rússia, Irã, Iraque, Afeganistão e Paquistão. No século XVI as caravelas portuguesas e espanholas levaram-na para a América. A partir de 1560 pode ser encontrada no Peru, Antilhas, Chile, Argentina, México e, mais tarde, na Califórnia (em 1769).

Com a popularização do consumo e cultivo, atualmente existem importantes produtores em todo o mundo, destacando-se Argentina, Argélia, Espanha, Itália, Líbia, Marrocos, Portugal, Tunísia, Turquia, França e Grécia. O Norte da Itália é onde se produzem atualmente as azeitonas da melhor qualidade do mundo.

A preparação do azeite

A colheita da azeitona faz-se entre os meses de Novembro e Fevereiro, sendo feita de forma manual ou mecanizada de acordo com a região de produção.

Após a colheita são selecionadas e lavadas. A seguir os frutos são moídos duas vezes e transformados em uma pasta de cor castanha.

A pasta é então dividida em tabuleiros que são depois empilhados e comprimidos com uma prensa hidráulica. O líquido esverdeado que escorre dos tabuleiros durante a prensagem é uma mistura de azeite e água.

Finalmente o azeite é separado da água por decantação natural ou centrifugação.

Tipos de Azeite - Classificação da Comunidade Econômica Européia

AZEITE EXTRA VIRGEM

Azeite virgem (sem mistura de outros óleos) de sabor perfeitamente irrepreensível, cuja acidez, expressa em ácido oleico, não pode ser superior a 1 grama por cada 100 gramas.

AZEITE VIRGEM

Azeite virgem (sem mistura de outros óleos) de sabor irrepreensível, cuja acidez, expressa em ácido oleico, não pode ser superior a 2 gramas por cada 100 gramas.

VEJA TAMBÉM:

COMENTÁRIOS:

Este documento não possui comentários. Prestigie quem o enviou e comente.

Comentar:

Título:
Autor:   Anônimo (Efetue login para comentar identificado)
Comentário:    

OPÇÕES

ENTRE COM SEU LOGIN E SENHA

Olá visitante! Para interagir com este documento, você precisa estar logado.

Login:
Senha:  
Salvar Dados  |  Cadastre-se!

O cadastro é gratis! É muito fácil e rápido fazer o seu cadastro.

Home | Termos de Uso | Sobre o Tutomania | Publicidade | Contato
2005 - 2013 ® Tutomania.